Ômega 3 - Alta concentração de EPA e DHA (783mg/494mg) - 2.000mg

Clique no botão ao lado para assistir o video relacionado ao produto.

Assistir Video

Ômega 3 - Alta concentração de EPA e DHA (783mg/494mg) - 2.000mg

Código: 205060501-p Marca:
4x de R$ 108,75
R$ 600,00 R$ 435,00
COMPRAR Estoque: Disponível
4x de R$ 82,50
R$ 400,00 R$ 330,00
COMPRAR Estoque: Disponível
4x de R$ 67,50
R$ 300,00 R$ 270,00
COMPRAR Estoque: Disponível
4x de R$ 45,00
R$ 200,00 R$ 180,00
COMPRAR Estoque: Disponível
4x de R$ 25,00
R$ 100,00
COMPRAR Estoque: Disponível
4x de R$ 25,00
A partir de R$ 100,00
    • 1x de R$ 435,00 sem juros
    • 2x de R$ 217,50 sem juros
    • 3x de R$ 145,00 sem juros
    • 4x de R$ 108,75 sem juros
  • R$ 435,00 Boleto Bancário
  • R$ 435,00 Deposito
    • 1x de R$ 330,00 sem juros
    • 2x de R$ 165,00 sem juros
    • 3x de R$ 110,00 sem juros
    • 4x de R$ 82,50 sem juros
  • R$ 330,00 Boleto Bancário
  • R$ 330,00 Deposito
    • 1x de R$ 270,00 sem juros
    • 2x de R$ 135,00 sem juros
    • 3x de R$ 90,00 sem juros
    • 4x de R$ 67,50 sem juros
  • R$ 270,00 Boleto Bancário
  • R$ 270,00 Deposito
    • 1x de R$ 180,00 sem juros
    • 2x de R$ 90,00 sem juros
    • 3x de R$ 60,00 sem juros
    • 4x de R$ 45,00 sem juros
  • R$ 180,00 Boleto Bancário
  • R$ 180,00 Deposito
    • 1x de R$ 100,00 sem juros
    • 2x de R$ 50,00 sem juros
    • 3x de R$ 33,33 sem juros
    • 4x de R$ 25,00 sem juros
  • R$ 100,00 Boleto Bancário
  • R$ 100,00 Deposito
    • 1x de R$ 100,00 sem juros
    • 2x de R$ 50,00 sem juros
    • 3x de R$ 33,33 sem juros
    • 4x de R$ 25,00 sem juros
  • R$ 100,00 Boleto Bancário
  • R$ 100,00 Deposito
* Este prazo de entrega está considerando a disponibilidade do produto + prazo de entrega.

ÔMEGA 3 VHITA

Ômega 3 - Óleo de peixe rico em EPA e DHA (783mg/494mg) - 2.000 mg em 2 cápsulas.

Lote atual
(60 cápsulas)
44152019
Fabricação
Jul/2019
Validade
Jul/2021
Lote atual
(120 cápsulas)
45542019
Fabricação
Set/2019
Validade
Set/2021

INGREDIENTES DO ÔMEGA 3 VHITA

Óleo de peixe (ômega 3) e vitamina E. Cápsula: gelatina, água purificada e umectante glicerina. Não contém glúten.

BENEFÍCIOS DO ÔMEGA 3 VHITA

  • Nutrientes que agem no sistema cardiovascular;
  • Contribui para o funcionamento adequado do sistema nervoso;
  • Prevenção de doenças cardiovasculares e cerebrais;
  • Ação anti-inflamatória e anticoagulante.
  • Estimula a produção do colesterol bom (HDL);
  • Reduz a produção de triglicérides e VLDL;
  • Trabalha na prevenção de alguns tipos de cânceres;
  • Proteção da retina.

LIVRE DE METAIS PESADO E COM SELO IFOS

A matéria prima utilizada para a produção do Ômega 3 Vhita é norueguesa, oferecida pela multinacional alemã BASF. O produto é importado e envasado através da HL Caps com a certificação de qualidade e laudos técnicos da BASF.

O Ômega 3 Vhita possui laudos técnicos lote a lote comprovando que a extração do óleo é feita a partir de peixes de áreas profundas e geladas sem contaminação por mercúrio ou outros metais pesados.

Além disso, o Ômega 3 Vhita possui o selo IFOS (International Fish Oil Standards Programé), uma autoridade mundial para certificar a qualidade e segurança do suplemento de ômega 3 pronto para o consumo. Para receber a certificação IFOS o produto precisa receber as 5 estrelas que tangem os parâmetros de pureza, veracidade da concentração e estabilidade da estrutura química do óleo. Ao final dos testes, se o produto recebeu as estrelas de todas as categorias analisadas, ele recebe a quinta estrela, certificando ser um produto de qualidade para oferecer benefícios a saúde humana.

Clique aqui para conferir o SELO IFOS DO ÔMEGA 3 VHITA.


 
 
 

COMO TOMAR ÔMEGA 3 VHITA

Ingerir 2 cápsulas ao dia (juntas ou separadas) antes ou depois das refeições, ou conforme orientações médicas ou de nutricionistas.

informação nutricional do ômega 3 vhita
 

ÔMEGA 3 O QUE É

Ômega 3 é uma gordura boa considerada essencial para nosso corpo, visto que seu consumo em quantidades adequadas beneficia a saúde do cérebro e do coração. É um nutriente que precisa ser ingerido pela alimentação porque o organismo humano não é capaz de produzir. Muitas vezes a adequação do consumo de ômega 3 se dá através da suplementação.

O QUE É EPA E DHA

EPA (ácido eicosapentaenoico) e DHA (ácido docosahexaenóico) são tipos de ômega 3 presentes no óleo de peixe, e exercem diferentes funções no corpo. Se destacam entre os outros tipos de ômega 3, porque possuem maior biodisponibilidade para o corpo humano quando consumidos por alimentos ou suplementos, e também porque os benefícios promovidos por eles são os mais estudados.

O EPA (ácido eicosapentaenoico) é o ômega 3 mais associado com a saúde cardiovascular. Ele promove a síntese de substâncias anti-inflamatórias, as quais diminuem a inflamação local e sistêmica, melhorando índices do colesterol e a circulação sanguínea. Deste modo, um de seus principais benefícios é evitar a formação de coágulos no sangue, dificultando o risco de trombose e AVC.

Já o DHA possui ações antioxidantes e é crucial para o sistema visual e cerebral. Ele se destacando por promover melhora dos processos cognitivos, como o funcionamento da memória e dos neurônios, considerado o ácido graxo mais benéfico para a saúde do cérebro.

 

O QUE É ÔMEGA 3 CONCENTRADO

Ômega 3 concentrado é o suplemento de óleo de peixe que possui uma maior quantidade de EPA e DHA em uma menor quantidade de cápsulas. Isso está diretamente relacionado com a qualidade do suplemento e efeito positivo no corpo.

QUANDO E COMO TOMAR ÔMEGA 3

Nós precisamos consumir ômega 3 em todas as fases da vida, mas nem sempre é fácil adequar a alimentação. Há 10 anos, a POF (Pesquisa de Orçamento Familiar) juntamente com o IBGE (índice brasileiro de geografia e estatística), divulgaram o censo que apresentou um aumento do consumo de alimentos industrializados e ultraprocessados. Esse resultado associado à falta de tempo e a busca das pessoas por alimentos mais práticos, se relaciona diretamente com o baixo consumo de ômega 3 para as necessidades do corpo vistos em pacientes nos consultórios de médicos e nutricionistas atualmente.

O Guia alimentar para a população brasileira reformulado em 2014, orienta o consumo de 2 porções ou 200g de peixe por semana para suprir a recomendação de ômega 3 necessária para a prevenção da saúde.

Já a Associação Americana do Coração é mais objetiva sobre as quantidades de ômega 3 divididas entre EPA e DHA necessárias para o consumo diário. Eles sugerem um consumo de 500 mg de EPA e DHA por dia para todas as pessoas que não tenham histórico de doenças cardiovasculares nem problemas de colesterol. Nesses casos, a recomendação é de 1000 mg de EPA e DHA (para indivíduos com histórico de doenças cardiovasculares) e 2000 a 4000 mg de EPA+DHA ao dia (pessoas que estão em tratamento para reduzir algum fator de risco para doenças cardiovasculares como colesterol LDL e triglicérides, ou para indivíduos com doenças inflamatórias ou dietas específicas).

Existem vários jeitos de consumir ômega 3, podendo ser através de alimentos ou suplementos, os quais ainda podem ser em forma de cápsula ou xarope.

Os alimentos com maiores quantidades de ômega 3 são os peixes de águas geladas. Isso acontece porque esses peixes se alimentam de zooplâncton e fitoplâncton, pequenos seres vivos que produzem ômega 3. Os peixes de água gelada precisam estocar gordura para manter sua temperatura, por isso, eles apresentam uma alta concentração de ômega 3. É indicado que no preparo culinário desses peixes, a capa de gordura não seja retirada. Entretanto, consumo desses alimentos em quantidades suficientes é baixo na cultura ocidental, e uma estratégia para resolver esse problema é pelo uso de suplementos.

A sugestão de consumo para os suplementos ômega 3 é ingerir antes ou após as refeições. É de extrema importância pesquisar o produto antes de comprar. É preciso estar ciente sobre a concentração dos tipos de ômega 3 DHA e EPA, quanto maior ela for, mais puro e concentrado é o óleo de peixe.

Outro ponto fundamental é que o suplemento contenha um laudo comprovando ser livre de metais pesados, pois quando contaminados com mercúrio, por exemplo, podem causar danos no fígado, nos rins, na memória, insônia, instabilidade emocional e reações alérgicas.

 

 

COMO FUNCIONA ÔMEGA 3

Inúmeras pesquisas sobre o ômega 3 foram realizadas comprovando diversos benefícios promovidos pelo seu consumo. Até o momento, se sabe que o principal mecanismo de ação do ômega 3 no organismo, consiste no aumento da concentração de prostaglandinas na circulação sanguínea. Essas substâncias atuam como hormônios, estimulando reações em cascata para conter a expressão de substâncias inflamatórias.

Dessa forma, o ômega 3 funciona como um anti-inflamatório natural, ajudando na prevenção e tratamento de algumas doenças.

PARA QUE SERVE ÔMEGA 3

Assim como as proteínas e os carboidratos, o ômega 3 é um nutriente importante para uma alimentação saudável. Desse modo, todo mundo precisa consumir ômega 3 através dos alimentos da dieta ou suplementação. Ele serve para tratar ou prevenir doenças inflamatórias e reduzir fatores de risco de doenças cardiovasculares e cerebrais.

Os benefícios comprovados pelo uso do ômega 3 podem ajudar indivíduos em tratamentos ou com demandas específicas como: gestantes, crianças, idosos, diabéticos, hipertensos e indivíduos com colesterol alto. Algumas evidências ainda apresentam que o nutriente ajuda a diminuir a dor muscular tardia promovido pelo exercício físico, e ameniza os sintomas da artrite reumatoide, doença de Crohn, psoríase, epilepsia e transtornos de ansiedade.

BENEFÍCIOS DO ÔMEGA 3 PARA O CÉREBRO

Grande parte do tecido cerebral é composto por ácidos graxos ômega 3, os quais auxiliam no desenvolvimento, crescimento e funcionamento desse tecido. O ômega 3 está presente nas membranas celulares, favorecendo as conexões que existem entre os nervos.

Por facilitar a comunicação entre as células cerebrais, já foi investigado o efeito do consumo do ômega 3, em especial DHA, em várias patologias que afetam o cérebro. Dessa forma, foi visto que o ômega 3 pode estimular a produção de serotonina e dopamina, hormônios relacionados a sensação de alegria e bem estar, amenizando sintomas da depressão e ansiedade.

Outras evidências apresentam ainda, a utilidade da suplementação diária para ajudar o tratamento da epilepsia e transtorno do espectro autista.

BENEFÍCIOS DO ÔMEGA 3 PARA O CORAÇÃO

Um dos motivos de ser considerado um grande benfeitor para a saúde do coração é que o EPA regula a atividade das plaquetas do sangue, evitando coágulos e, consequentemente, reduzindo os riscos de infarto ou acidente vascular cerebral (AVC).

Além disso, ele diminui os níveis de triglicerídeos e evita a presença de gordura na parede das artérias, ajuda a combater as arritmias cardíacas estabilizando as atividades do coração. Tudo isso converge para a regulação da pressão arterial e melhora do sistema circulatório.

BENEFÍCIOS DO ÔMEGA 3 GESTANTES

O ômega 3 pode ajudar no desenvolvimento do bebê durante a gestação, mas é imprescindível um acompanhamento médico ou nutricional. Um dos efeitos benéficos do ômega 3 durante a gravidez é a redução das chances de um parto prematuro e assistência no fortalecimento do bebê.

Em um estudo do Centro Médico da Universidade do Kansas, mães foram suplementadas e acompanhadas durante a gravidez, no final foi descoberto que a duração média da gestação foi acima de 34 semanas e resultou numa menor incidência de partos prematuros. Além disso, os recém-nascidos das mães suplementadas eram mais fortes e tinham maior peso.

ALIMENTOS RICOS EM ÔMEGA 3

Podemos dividir os alimentos ricos em ômega 3 de acordo com o tipo do ômega. O EPA e o DHA estão mais presentes em peixes gordurosos como: salmão, anchova, arenque, sardinha e bacalhau, etc; frutos do mar e algas marinhas.

O ômega 3 também pode ser encontrado em alimentos vegetais como em óleos, sementes e oleaginosas (castanhas e nozes), entretanto, o nutriente fornecido por esses alimentos são de pouca biodisponibilidade para o corpo.

ÔMEGA 3 EMAGRECE?

Não. O efeito anti-inflamatório promovido pelo ômega 3 auxilia no tratamento da obesidade e outras doenças metabólicas, mas ele não é um nutriente termogênico, portanto, não aumenta o gasto energético metabólico.

ÔMEGA 3, 6 E 9

Dentro do grupo dos ômegas existe uma subdivisão, e os integrantes são o ômega 3, ômega 6 e o ômega 9. Ambos são insaturados, ou seja, possuem pelo menos uma dupla ligação entre os carbonos de sua longa estrutura constituída de 18 a 22 carbonos.

As suas diferenças estão na posição da insaturação - a posição em que aparece a primeira insaturação determina o tipo de ômega, ou seja, se a insaturação acontece no terceiro carbono, a molécula se chama ômega 3, se ocorre no sexto, é chamada ômega 6, e assim acontece para o ômega 9 também. O número de insaturações e a capacidade do corpo em produzir o conteúdo também são um fator determinante.

Como dito acima, os nutrientes que o corpo não é capaz de produzir são chamados essenciais, sendo esse o caso do ômega 3 e 6. Já o ômega 9 é considerado não essencial, pois nosso metabolismo consegue fabricar.

Outra diferença são as funções que cada nutriente é encarregado. Aí que está a principal diferença entre os ômegas 3, 6 e 9. Enquanto as classes 3 e 9 proporcionam um perfil de citocinas anti-inflamatórias que ajudam a combater inflamações crônicas, o ômega 6 promove um perfil pró-inflamatório, adequado para combater lesões e infecções agudas.

O equilíbrio do sistema imunológico do indivíduo depende do consumo adequado desses nutrientes, portanto, é preciso ter cuidado com a falta da ingestão de ômega 3 nas quantidades adequadas, porque diferente dos ômegas 9 e 6, ele é difícil de ser alcançado apenas com os alimentos habituais da cultura ocidental.

CONTRAINDICAÇÕES DO ÔMEGA 3

O ômega 3 é contraindicado para indivíduos com hemofilia ou que tenham qualquer outro problema relacionado a coagulação sanguínea, para gestantes sem acompanhamento médico ou de nutricionista e para alérgicos a peixe, pois é extraído do animal. Pessoas com prótese cardíaca também devem evitar o consumo do nutriente.

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

1 - BECIC, T.; STUDENIK, C. Effects of Omega-3 Supplementation on Adipocytokines in Prediabetes and Type 2 Diabetes Mellitus: Systematic Review and Meta-Analysis of Randomized Controlled Trials. Diabetes Metab J, v. 42, n. 2, p. 101-116, Apr 2018. ISSN 2233-6079. Disponível em: Acesso em Março de 2019.

2 - CHIU, Y. H. et al. Serum omega-3 fatty acids and treatment outcomes among women undergoing assisted reproduction. Hum Reprod, v. 33, n. 1, p. 156-165, 01 2018. ISSN 1460-2350. Disponível em: Acesso em Março 2019.

3 - COOPER, R. E. et al. Omega-3 polyunsaturated fatty acid supplementation and cognition: A systematic review and meta-analysis. J Psychopharmacol, v. 29, n. 7, p. 753-63, Jul 2015. ISSN 1461-7285. Disponível em: Acesso em Março de 2019.

4 - DYERBERG, J. et al. Bioavailability of marine n-3 fatty acid formulations. Prostaglandins Leukot Essent Fatty Acids, v. 83, n. 3, p. 137-41, Sep 2010. ISSN 1532-2823. Disponível em: Acesso em Março de 2019.

5 - ELAGIZI, A. et al. Omega-3 Polyunsaturated Fatty Acids and Cardiovascular Health: A Comprehensive Review. Prog Cardiovasc Dis, Mar 2018. ISSN 1873-1740. Disponível em: Acesso em Março de 2019.

6 - GOW, R. V.; HIBBELN, J. R.; PARLETTA, N. Current evidence and future directions for research with omega-3 fatty acids and attention deficit hyperactivity disorder. Curr Opin Clin Nutr Metab Care, v. 18, n. 2, p. 133-8, Mar 2015. ISSN 1473-6519. Disponível em: Acesso em Março de 2019.

7 - GROSSO, G. et al. Dietary n-3 PUFA, fish consumption and depression: A systematic review and meta-analysis of observational studies. J Affect Disord, v. 205, p. 269-281, 11 2016. ISSN 1573-2517. Disponível em: Acesso em Março de 2019.

8 - HOWE, P. R. C. et al. Effects of Long Chain Omega-3 Polyunsaturated Fatty Acids on Brain Function in Mildly Hypertensive Older Adults. Nutrients, v. 10, n. 10, Oct 2018. ISSN 2072-6643. Disponível em: Acesso em Março de 2019.

9 - JERNERÉN, F. et al. Brain atrophy in cognitively impaired elderly: the importance of long-chain ω-3 fatty acids and B vitamin status in a randomized controlled trial. Am J Clin Nutr, v. 102, n. 1, p. 215-21, Jul 2015. ISSN 1938-3207. Disponível em: Acesso em Março de 2019.

10 - MAKI, K. C. et al. Use of supplemental long-chain omega-3 fatty acids and risk for cardiac death: An updated meta-analysis and review of research gaps. J Clin Lipidol, v. 11, n. 5, p. 1152-1160.e2, 2017 Sep - Oct 2017. ISSN 1933-2874. Disponível em: Acesso em Março de 2019.

11 - MIDDLETON, P. et al. Omega-3 fatty acid addition during pregnancy. Cochrane Database Syst Rev, v. 11, p. CD003402, 11 2018. ISSN 1469-493X. Disponível em: Acesso em Março de 2019.

12 - NILSSON, A. K. et al. Long-chain polyunsaturated fatty acids decline rapidly in milk from mothers delivering extremely preterm indicating the need for supplementation. Acta Paediatr, Feb 2018. ISSN 1651-2227. Disponível em: Acesso em Março de 2019.

13 - OCHI, E.; TSUCHIYA, Y. Eicosahexanoic Acid (EPA) and Docosahexanoic Acid (DHA) in Muscle Damage and Function. Nutrients, v. 10, n. 5, Apr 2018. ISSN 2072-6643. Disponível em: Acesso em Março de 2019.

14 - PAPAMICHAEL, M. M. et al. The role of fish intake on asthma in children: A meta-analysis of observational studies. Pediatr Allergy Immunol, v. 29, n. 4, p. 350-360, 06 2018. ISSN 1399-3038. Disponível em: Acesso em Março de 2019.

15 - SAINI, R. K.; KEUM, Y. S. Omega-3 and omega-6 polyunsaturated fatty acids: Dietary sources, metabolism, and significance - A review. Life Sci, Apr 2018. ISSN 1879-0631. Disponível em: Acesso em Março de 2019.

16 - SAUNDERS, E. F. et al. Low unesterified:esterified eicosapentaenoic acid (EPA) plasma concentration ratio is associated with bipolar disorder episodes, and omega-3 plasma concentrations are altered by treatment. Bipolar Disord, v. 17, n. 7, p. 729-42, Nov 2015. ISSN 1399-5618. Disponível em: Acesso em Março de 2019.

17 - SHAHIDI, F.; AMBIGAIPALAN, P. Omega-3 Polyunsaturated Fatty Acids and Their Health Benefits. Annu Rev Food Sci Technol, v. 9, p. 345-381, Mar 2018. ISSN 1941-1413. Disponível em: Acesso em Março de 2019.

18 - YANAI, H. et al. An Improvement of Cardiovascular Risk Factors by Omega-3 Polyunsaturated Fatty Acids. J Clin Med Res, v. 10, n. 4, p. 281-289, Apr 2018. ISSN 1918-3003. Disponível em: Acesso em Março 2019.

19 - YANG, Y.; KIM, Y.; JE, Y. Fish consumption and risk of depression: Epidemiological evidence from prospective studies. Asia Pac Psychiatry, v. 10, n. 4, p. e12335, Dec 2018. ISSN 1758-5872. Disponível em: Acesso em Março de 2019. Acesso em Março 2019.

 

4x de R$ 108,75
R$ 600,00 R$ 435,00
COMPRAR Estoque: Disponível
4x de R$ 82,50
R$ 400,00 R$ 330,00
COMPRAR Estoque: Disponível
4x de R$ 67,50
R$ 300,00 R$ 270,00
COMPRAR Estoque: Disponível
4x de R$ 45,00
R$ 200,00 R$ 180,00
COMPRAR Estoque: Disponível
4x de R$ 25,00
R$ 100,00
COMPRAR Estoque: Disponível
4x de R$ 25,00
A partir de R$ 100,00
Pague com
  • Pagar.me
  • Depósito Bancário
Selos

VHITA DISTRIBUIDORA DE VITAMINAS LTDA - CNPJ: 19.001.226/0001-35 © Todos os direitos reservados. 2019

Central de Atendimento
Siga-nos no instagram @vhita.oficial